loader image

Como economizar na sua próxima viagem

Viajar é uma das melhores coisas da vida, não é verdade? A oportunidade de relaxar em lugares bonitos e diferentes do habitual, descansar da correria do dia a dia, reservar alguns dias apenas para se divertir e ainda conhecer culturas e pessoas novas realmente parece um sonho, não é mesmo?

Pois é, no entanto, para que a viagem dos sonhos não se torne um pesadelo, é essencial certificar-se de que ela cabe direitinho no orçamento e que você conseguirá arcar com os seus custos, sem se endividar lá na frente.

Mas, calma. Isso não significa que não seja possível viajar nas próximas férias. Na verdade, isso quer dizer que você precisa se planejar para não se enrolar nas contas. Além disso, para tornar a viagem realidade sem se meter em dívidas, vale muito a pena conhecer algumas dicas que podem te ajudar a economizar na próxima vez em que for viajar.

Planejamento

Que tal já pensar para onde você quer viajar, quando pretende ir e quanto tempo vai ficar no seu local do destino? Com essas informações em mãos, você já pode fazer uma pesquisa de preços, ter uma noção de quanto vai precisar desembolsar e escolher as opções que apresentam o melhor custo-benefício.

Por outro lado, deixar tudo para a última hora, sem ter tempo de pesquisar e de encontrar as melhores ofertas pode fazer com que você gaste mais.

Destinos baratos

Você provavelmente tem uma lista de lugares que gostaria de conhecer, certo? Então, a dica aqui é elencar esses locais no papel e pesquisar quais deles costumam ser mais baratos.

Mas, um destino econômico não é necessariamente apenas aquele mais próximo, para onde as passagens são mais em conta. Ele também precisa contar com hospedagem, alimentação e passeios com preços acessíveis.

Você pode encontrar essas informações na internet em sites, blogs e perfis especializados em viagens, por exemplo.

Baixa temporada

Se você não tem filhos em idade escolar, não faz um curso de graduação ou pós presencial, não trabalha na educação e não precisa tirar férias sempre no começo e/ou no meio do ano, uma ótima sugestão de economia é viajar na baixa temporada.

Isso porque nesses períodos, os preços costumam ser melhores. Sem contar que pode haver uma menor quantidade de pessoas passeando nos pontos turísticos do seu local de destino, o que certamente tornará a sua experiência de viagem mais agradável.

Fique mais tempo um único lugar

A depender da região para onde você deseja ir, pode surgir a tentação de querer incluir muitas cidades no roteiro, principalmente quando uma fica bem pertinho da outra, para aproveitar a chance de conhecer diferentes locais. 

No entanto, se você não puder gastar muito, vale a pena ficar em uma única cidade ou passar mais tempo em cada lugar, diminuindo a quantidade de cidades visitadas. Afinal, os gastos com deslocamento podem encarecer a viagem.

Sem contar que ao passar mais tempo em um lugar, é possível conhecer melhor a cidade em questão e aproveitar bem o que tal destino tem a oferecer.

Personalize o roteiro

Você não precisa necessariamente conhecer todos os pontos turísticos considerados obrigatórios de um lugar, especialmente se os mais caros não forem muito do seu interesse e encarecerem demais a sua viagem.

O que acha de personalizar a lista de passeios de acordo com o que você faz questão de conhecer e substituir os caros que não te agradam tanto assim por alternativas mais baratas ou até mesmo gratuitas?

Hospedagens alternativas e própria alimentação

Quem não se importar de dividir o quarto ou banheiro com outras pessoas pode trocar a hospedagem mais cara de um hotel chique por um hostel, por exemplo. 

Mas, se isso for um problema para você, pesquise se no seu local de destino não existem hostels com quartos privativos, pois alguns oferecem essa opção.

Há ainda a alternativa de fechar uma locação por temporada, em apartamentos ou casas. Essa opção traz a vantagem de ter acesso a uma cozinha, onde você pode preparar as suas próprias refeições e, como consequência disso, economizar nos seus custos com alimentação.

Claro que vale a pena fazer uma ou outra refeição fora para conhecer a culinária local, mas cozinhar a própria comida em outros momentos pode baratear a viagem. Com informações do Poupex.