Carregando, aguarde...

Programa Brasil Sorridente a importância do acesso à saúde bucal

Anúncio
.

Quantas vezes por ano você vai ao dentista? Você marca uma consulta para cuidar dos dentes apenas quando acontece uma emergência ou costuma fazer visitas de rotina ao dentista para checar como a saúde bucal anda e prevenir algum problema?

A verdade é que quem não costuma ir tanto ao dentista não está sozinho nesse costume: no período de um ano, menos da metade da população brasileira foi ao dentista, apontou uma pesquisa recente.

A pesquisa em questão, do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em parceria com o Ministério da Saúde, foi divulgada em setembro de 2020 e apontou que apenas 49,4% dos brasileiros se consultaram com um dentista nos últimos 12 meses anteriores à entrevista.

Mas, ir ao dentista regularmente é mais importante do que se pode imaginar. As consultas frequentes são necessárias não apenas para fazer uma limpeza mais profunda e minuciosa dos dentes, mas também permitem a identificação de algum problema de saúde bucal que esteja passando despercebido pelo paciente.

Anúncio
.

Isso porque mesmo quando a pessoa se esforça para ter uma boa rotina de higienização dos dentes, com escovação, fio dental e enxaguante bucal, problemas dentários podem se desenvolver e evoluir assintomáticos. Ou seja, isso significa que eles estão ali, porém, não apresentam sintomas e a pessoa não nota nada diferente.

Então, quando o paciente se dá conta, esses problemas já estão em um estágio avançado, que além de comprometer a aparência, podem precisar de tratamentos mais complexos e até uma intervenção cirúrgica, alerta a Odontoclinic.

Por outro lado, todo esse transtorno poderia ter sido evitado com o comparecimento a consultas preventivas de check-up ao dentista.

Por que as pessoas não vão ao dentista?

Algumas podem dizer que é falta de tempo, enquanto outras sentem medo só de se imaginar sentadas na cadeira do dentista, ouvindo o barulhinho dos aparelhos que o profissional utiliza.

Anúncio
.

Há ainda aquelas que não costumam ir ao consultório odontológico por questões financeiras, por não poder comprometer o orçamento com o custo das consultas. Mas, para quem faz parte deste último e terceiro grupo, há uma alternativa.

É aí que o programa Brasil Sorridente entra

O nosso país conta com o programa Brasil Sorridente, que foi criado no ano de 2004 e é uma estratégia que visa ampliar o acesso dos brasileiros ao tratamento odontológico por meio do SUS (Sistema Único de Saúde).

A principal linha de ação de atendimento do programa Brasil Sorridente é a Atenção Primária. Ou seja, as Unidades Básicas de Saúde da Família que contam com dentistas, auxiliares e técnicos em saúde bucal. 

De acordo com o Governo Federal, o atendimento odontológico da Atenção Primária inclui os casos com maior dificuldade de acesso, como comunidades rurais, ribeirinhas e população em situação de rua.

Há também a Atenção Especializada, que engloba serviços como cirurgias e próteses. No segmento, entram a implantação dos CEO (Centros de Especialidade Odontológicas) e a ampliação dos pontos de apoio à rede de assistência, com os LRPD (Laboratórios Regionais de Próteses Dentárias).

Os serviços odontológicos do Programa Brasil Sorridente também são oferecidos nas UOM (Unidades Odontológicas Móveis) e em hospitais.

Anúncio
.

O programa está ligado a uma série de outras ações e programas do Ministério da Saúde. São eles: Brasil Sorridente Indígena, Programa Saúde na Escola, Plano Nacional para Pessoas com Deficiência, Convenção de Minamata e Fluoretação das Águas de Abastecimento Público, entre outras.

Além disso, conforme informa a SAPS (Secretaria de Atenção Primária à Saúde), o Programa Brasil Sorridente também trabalha cooperando com ações para a qualificação profissional e científica dos profissionais e para a educação da população no tema da saúde.

Segundo o Governo Federal, 5,2 mil municípios brasileiros contam com serviços de promoção, prevenção e tratamento bucal para pacientes de todas as idades na rede pública de saúde. 

Em março de 2022, na semana de comemoração do Dia Mundial da Saúde Bucal, o Governo Federal anunciou a intenção de investir R$ 1,6 bilhão no programa Brasil Sorridente. 

De acordo com o próprio governo, em 2021, o investimento para a ampliação dos serviços de saúde bucal foi de R$ 1,5 bilhão.

Como o cidadão pode ter acesso aos serviços do programa Brasil Sorridente?

As Unidades de Saúde da Família ou Unidades Básicas de Saúde (os famosos postinhos de saúde) são a porta de entrada para o primeiro acesso aos serviços de saúde bucal do programa.

Para saber quais são as unidades que oferecem serviços de odontologia, os brasileiros interessados podem baixar o aplicativo ConecteSUS. Depois de realizar o seu cadastro e fazer o login, o cidadão deve selecionar a opção “Rede de Saúde”.

Feito isso, ele encontrará um menu em que estão disponíveis todos os serviços que o SUS oferece, o que inclui a área de “Saúde Bucal”. Então, é só clicar na opção que as as Unidades Básicas de Saúde mais próximas da sua localidade e que oferecem este tipo de atendimento serão exibidas na tela do celular.

Para quem não tem um smartphone ou não gosta de utilizar celular, estiver com problemas para acessar a internet ou tiver alguma dificuldade com o aplicativo, outra opção é entrar em contato com a Secretária Municipal de Saúde da sua cidade para saber em quais unidades o atendimento odontológico está disponível.

Além disso, o cidadão também pode se dirigir diretamente a uma das unidades de saúde mais próximas da sua casa e procurar informações sobre o atendimento com dentista diretamente no local.

O caminho do acesso ao Programa Brasil Sorridente por meio do SUS

As Unidades de Saúde da Família ou Unidades Básicas de Saúde são onde o primeiro atendimento e acompanhamento odontológico via SUS/Programa Brasil Sorridente podem acontecer.

No entanto, além disso, esse primeiro acesso aos serviços odontológicos do programa também podem acontecer por meio de uma das Unidades Odontológicas Móveis. Ao mesmo tempo, os hospitais podem receber casos de emergências odontológicas.

Uma vez que o primeiro atendimento for realizado e o profissional que cuidou do paciente nesse primeiro acesso ao Programa Brasil Sorridente identificar um problema maior, ele pode fazer o encaminhamento para um dos Centros de Especialidade Odontológicas, onde os tratamentos mais complexos podem ser feitos.

No meio disso tudo, os Laboratórios Regionais de Próteses Dentárias servem como ponto de apoio para os outros estágios de atendimento do Programa Brasil Sorridente. 

Um breve histórico do Programa Brasil Sorridente no SUS

Como já vimos lá em cima, o Programa Brasil Sorridente opera por meio do SUS e foi criado no ano de 2004. 

Além disso, os Centros de Especialidade Odontológicas e os Laboratórios Regionais de Próteses Dentárias foram criados no mesmo ano que o Programa Brasil Sorridente (2004). Por sua vez, a Unidade Odontológica Móvel surgiu no ano de 2009. 

Já em 2010, os procedimentos de implantes e prótese sobre implantes e ortodontia passaram a fazer parte do SUS. Além disso, no ano de 2012, a Rede da Pessoa com Deficiência foi incluída nos Centros de Especialidade Odontológicas.

A saúde bucal não se limita aos dentes

Se a sua cidade é contemplada pelo Programa Brasil Sorridente e as unidades de saúde do município contam com serviço odontológico gratuito, vale muito a pena procurar saber como ter acesso a esses atendimentos.

Caso você ande evitando a cadeira do dentista não apenas por questões financeiras, mas também por medo, converse com o profissional antes de iniciar o atendimento. Tire todas as suas dúvidas e relate o que te causa medo. 

Isso porque esclarecer os seus questionamentos e saber exatamente o que vai acontecer na consulta provavelmente te deixará um pouco mais calmo. 

Afinal, cuidar dos dentes com o auxílio de um profissional não é importante apenas por conta da saúde bucal em si, embora ela seja de extrema importância, mas para cuidar bem da saúde do seu organismo como um todo. Você sabia que problemas de saúde bucal também podem afetar outras áreas do corpo humano?

Por exemplo, segundo o que a cirurgiã dentista e pós-graduada em Periodontia, Cirurgia Plástica Periodontal e Disfunção Temporomandibular, Bruna Conde, disse ao site Terra, a doença periodontal pode ser um fator de risco para o desenvolvimento de placa de ateroma.

Não sabe o que é isso? Bem, as placas de ateroma são depósitos, formados não apenas por gordura, que podem resultar na aterosclerose, uma doença que afeta as artérias. As complicações da aterosclerose dependem de quais artérias estão entupidas e bloqueadas, mas podem ser graves.

A lista de possíveis complicações da doença inclui doença arterial coronariana, doença arterial carotídea, doença arterial periférica, doença renal crônica e aneurismas.

Além disso, as bactérias presentes em um problema bucal podem migrar para a corrente sanguínea e trazer outros problemas para o organismo. Por exemplo, as bactérias de uma infecção bucal podem chegar até o pulmão e piorar um quadro de pneumonia, explica Bruna.

A recomendação geral é consultar-se com o dentista pelo menos duas vezes a cada ano. No entanto, para quem fuma, sofre de obesidade, tem algum problema bucal como gengivite, periodontite, cáries e sensibilidade ou outra doença como pressão alta ou diabetes, a orientação é que a frequência das idas ao dentista sejam maiores.

FONTE: GOOGLE

BRASIL SORRIDENTE

TRATAMENTOS DENTÁRIOS

EXTRAÇÃO DENTADURA IMPLANTE POROGRAMA SUS
Abaixo você será redirecionado ao portal da Instituição e lá você pode fazer uma consulta melhor…
Você sairá do site ACESSAR PORTAL
Anúncio
.

Informamos que nós do portal Traders Brasil não somos responsáveis pela liberação ou aprovação de nenhuma linha de crédito, apenas trazemos informações que atendam as necessidades dos nossos leitores. Devido a velocidade que ocorre a mudança das informações nosso site pode ficar desatualizado, portanto não garantimos a atualidade das informações. Não solicitamos nenhum tipo de informação pessoal e não realizamos qualquer tipo de cobrança. Caso isso aconteça, entre em contato com a nossa equipe imediatamente.