Dona da Centauro compra NWB e avança na criação de ecossistema de esportes

São Paulo – O Grupo SBF, dono da varejista Centauro (CNTO3), anunciou nesta segunda-feira (14) que adquiriu a produtora de conteúdo NWB, que é dona dos canais Unimpedidos, Acelerados, Fatality e Falcão 12 no YouTube. O valor da transação de 60 milhões de reais marca a entrada da SBF no segmento de mercado de conteúdo, que ocorreu poucos dias após a aquisição da Nike pelo país.

“Queremos ser um ecossistema esportivo e, para isso, devemos expandir nosso alcance.” O presidente do Grupo SBF, Pedro Zemel (Pedro Zemel), disse em teleconferência com investidores que a NWB preenche a estratégia de conteúdo.

A NWB possui canais proprietários e 80 agências, tem mais de 81 milhões de seguidores no Instagram e 73 milhões de assinantes no YouTube. O objetivo do SBF é conectar-se com esse público e coletar dados para atrair e atrair clientes.

Depois que o CADE aprovar a transação e concluí-la, o CEO da NWB, Rafael Grostein, continuará a ser o líder da transação.

Próxima aquisição

A SBF deve continuar expandindo seus negócios no mundo dos esportes. De acordo com Zemel, além de focar em potenciais aquisições, o grupo também está treinando e contratando pessoas para se tornarem empreendedores internos e conduzirem novos projetos. Outra estratégia é estabelecer novas parcerias.

Os principais objetivos atuais são: chegar a cidades menores, estreitar o relacionamento com os torcedores e oferecer soluções para quem pratica muitos esportes.

A história de criação e estratégia adotada pela Centauro foi o tema do podcast Do Zero ao Topo.

Quando o mineiro Sebastião Bomfim Filho viu a sede de sua primeira empresa (uma grande indústria) com 60 funcionários, teve a convicção de que havia criado um negócio que o deixaria rico. Em 1980, menos de dois anos depois, a certeza de Bomfim desapareceu com o caixa da empresa.

Na época, a filha de 28 anos acabava de nascer, mas ignorou as sugestões de amigos e familiares de que ele deveria arrumar um emprego para pagar as contas. Sentado em seu quarto, segurando a última economia na mão, cerca de US $ 10.000, ele tomou três decisões, que o tornaram agora o maior varejista de esportes do país Centauro (CNTO3), valendo mais de 5 reais Vocês. 8 bilhões.

“São três decisões importantes: a primeira é que quero realmente ter meu próprio negócio, a segunda é que pretendo abrir alguns negócios no setor de varejo, embora não tenha certeza em qual segmento de mercado, a terceira é que eu Vou ser dono desse meu negócio. Bomfim disse: “Minha vida toda tem sido varejo.

A história do Bomfim e a criação da Centauro são o tema do episódio 26 do podcast Do Zero ao Topo. O programa pode ser usado nos reprodutores acima, bem como no Spotify, Spreaker, iTunes, Google Podcasts, Deezer e Castbox. Você também pode fazer o download clicando aqui.

Das lojas de Belo Horizonte ao maior shopping do país
Com a abertura de sua primeira loja em 1º de abril de 1981, o grande diferencial inicial da Centauro foi se posicionar como varejista premium de artigos esportivos. “Antes as lojas de esportes eram mal iluminadas e cheias de produtos. Eram feias. Eu queria fazer algo bonito e bem iluminado.” Com o slogan “Artigos Esportivos de Qualidade”, a Centauro logo se destacou.

No final da década de 90, a varejista já contava com 22 lojas em Minas Gerais, Rio de Janeiro e Brasília. O negócio está estável, mas para manter o crescimento, Bomfim sabia que precisava encontrar um novo modelo.

“Então tive uma ideia. Minha inferência é: os brasileiros raramente leem livros e há muitas livrarias pelo país. Por que somos a casa do futebol, mas não somos grandes lojas de esportes?”, Disse.

O conceito de um grande supermercado com mais de 1.000 metros faz com que a Centauro se espalhe por todo o país. Hoje, a empresa possui mais de 190 lojas e faturou cerca de 1,7 bilhão de reais nos primeiros nove meses de 2019.

Neste ano, a empresa emitiu publicamente 772 milhões de reais na Bolsa de Valores brasileira. Para a Centauro, outro fato importante deste ano é a disputa pela aquisição da varejista esportiva Netshoes, que foi adquirida pelo Magazine Luiza. “Essa história acabou, agora estamos focados nos Centauri e acreditamos que existem diferenças entre nós”, disse Bomfim. Informações mais detalhadas sobre podcasts.

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo